4 problemas gerados pela falta de dinâmica de diálogo conjugal
Crise no relacionamento

4 problemas gerados pela falta de dinâmica de diálogo conjugal

Por agosto 23, 2018 Sem comentários

A falta de dinâmica de diálogo conjugal é sem dúvidas, uma das grandes causas de crises nos relacionamentos.

O fato é que a ausência ou a ineficiência do diálogo pode desencadear batalhas intermináveis e colocar um fim numa relação desgastada.

Como perceber se isso está acontecendo com você?

É o que você descobre nesse post.

A importância da dinâmica de diálogo conjugal

Para o amor crescer, é preciso que ambos sejam os melhores amigos um do outro, companheiros de todos os momentos e situações.

Quando se cria essa aliança no relacionamento, o casal pode contar sempre que vão enfrentar qualquer desafio juntos, um vai ser sempre o maior incentivador e defensor do outro.

Para isso, a comunicação do casal deve ser aberta.

Além disso, é sempre e um sempre deve reservar um tempo para ouvir com atenção e seriedade o que o outro precisa falar e valorizar seus sentimentos e necessidades

4 problemas da falta de diálogo

O diálogo aberto é essencial para nutrir a relação e a ausência dele pode resultar em danos irreversíveis.

Antes de ter qualquer atitude, é sempre bom ponderar os possíveis danos de cada atitude, e conversar abertamente sobre as decisões ou intenções.

Veja quais são os problemas mais comuns dessa falta de diálogo.

1. Escutar não é ouvir

Ouvir é colocar a atenção sobre o outro.

Por mais estranho que seja, nem só de palavras são feitos os diálogos. Eles também são feitos de linguagem corporal e da expressão de emoções.

Por isso, essa escuta atenciosa e cuidadosa ajuda a perceber comportamentos que não estão sendo expressos verbalmente.

Imagine um relacionamento tão profundo que os amantes sintam o que o outro está sentindo à distância, saiba quando o outro está precisando de ajuda ou algo está acontecendo só de olhar ou ouvir a voz.

Ações como dar colo, ouvir, e incentivar nos momentos difíceis podem parecer pouco, mas fazem uma diferença enorme na relação.

E acredite, em muitos casos, o acúmulo de problemas pessoais que não expressos podem resultar em relacionamentos complicados.

Para isso, o casal deveria sempre reservar um tempo para ouvir com atenção e seriedade o que o outro precisa falar e valorizar seus sentimentos e necessidades.

2. Dizer o que pensa sem considerar como será a reação do outro

Por outro lado, às vezes o problema no diálogo está no excesso de informação.

Se expressar de forma aberta e sincera não é o mesmo que falar tudo o que pensa e de qualquer jeito.

Falar tudo o que pensa, criticar excessivamente ou se colocar sempre numa situação defensiva é algo que pode acontecer em qualquer relação.

Por isso, tente colocar o respeito antes da crítica.

O respeito é sempre um valor a se preservar quando se trata de relacionamento e ele acontece através da comunicação eficaz.

3. Falta de empatia

A empatia é uma condição básica de convivência, principalmente em relações amorosas.

A ausência de diálogo reflete

A prática da empatia proporciona maior controle e direcionamento de suas emoções, adquirindo a sabedoria de ser amoroso e generoso.

Ao exercer a empatia, você abranda a irritação ou mágoa, e poderá conversar calmamente e focar na resolução do problema em vez de criticar, culpar e crucificar seu parceiro.

Ele pode estar precisando aprender algo com a situação, assim como você.

Mas ao mesmo tempo, o diálogo aberto com empatia mútua também permite dizer não e respeitar a sua própria individualidade e limites.

4. Falta de confiança

O psicólogo Carl Rogers é um dos expoentes da Psicologia Humanista e sempre se interessou pelas relações humanas.

Uma das coisas mais importantes que ele descobriu foi que nas relações com alto nível de confiança, as pessoas são mais transparentes e autênticas.

A falta de confiança pode fazer com que o casal se expresse inapropriadamente.

Em muitos casos, pode resultar na falta de assertividade.

Em outros, a falta de confiança proporcionada por essa dinâmica de diálogo conjugal pode prejudicar o casal em relação a como lidar com ciúmes, por exemplo.

Essa intenção firme de resolver tudo que possa criar barreiras e te afastar emocionalmente do seu parceiro é essencial.

Principalmente, para evitar a deterioração do vínculo que alimenta a relação.

É muito mais saudável e bem menos trabalhoso nutrir a confiança mútua do que pensar no que fazer quando o relacionamento esfria, não é mesmo?

Investir em uma relação sem a base da confiança é desperdício de tempo e energia.

Pois não é possível se entregar para alguém quando seu lado emocional e instintivo pensa que a pessoa pode a qualquer momento te magoar ou prejudicar.

Se necessário, procure ajuda

Ao perceber que a falta de diálogo é uma dificuldade, é sempre bom colocar uma pitada de autoajuda no relacionamento.

Hoje em dia temos ao nosso dispor uma infinidade de técnicas terapêuticas e materiais publicados que podem ajudar a construir relações melhores.

O mundo está cheio de armadilhas!

Elas pegam facilmente os desavisados que não têm seus objetivos e valores bem definidos.

Pois sem perceber, muitos seguem a manada e acreditam em promessas de felicidade ilusórias.

Gostou do post? Então acompanhe o Amor Evolutivo no Instagram e fique por dentro das nossas novidades.

Gratidão e Amor sempre!

Silvano Ozyrys

 

 

 

 

 

 

Deixe aqui seus comentários, sua opinião é muito importante:
Silvano Ozyrys

Autor Silvano Ozyrys

Escritor, MasterCoach, Psicoterapeuta Corporal e Graduando em Psicologia, Lançou seu primeiro livro “Amor Evolutivo – Expansão da Consciência do Amor na Nova Era” em 2017. Silvano Ozyrys é um entusiasta pelo desenvolvimento pessoal e evolução espiritual humana, tem formação em diversas técnicas de coaching, terapia, autoconhecimento e desenvolvimento pessoal, buscando sempre abordagens integrais e holísticas.

Mais posts de Silvano Ozyrys