Pilares Amor Evolutivo

Os 5 Pilares do Amor Evolutivo

Por setembro 19, 2017 Sem comentários

Os 5 Pilares do Amor Evolutivo

Conheça mais sobre os 5 Pilares essenciais para a plenitude no amor e na vida

Vou apresentar para você os 5 pilares do Amor Evolutivo  que possibilitam criar um terreno fértil para que o seu relacionamento seja mais saudável e feliz.
Árvore do amor
Os casais que estão a mais tempo juntos e continuam felizes, tem pelo menos 3 dos seguintes pilares bem desenvolvidos:
 
1. Autoconhecimento e Desenvolvimento Pessoal: Pré Requisito
Muitas pessoas reclamam que seus relacionamentos não dão certo, isso em geral acontece porque o emocional e inconsciente sabotam suas boas intenções racionais, com crenças negativas, baixa autoestima, traumas e bloqueios emocionais.
Dessa forma, fica impossível atrair uma pessoa bem resolvida para criar um relacionamento saudável, pois projetamos o caos interior no relacionamento, então resolver nossas questões interiores e conquistar bom equilíbrio mental e emocional  é o primeiro e mais importante pilar do amor evolutivo.
Resumindo, quanto mais você investir no autoconhecimento e desenvolvimento pessoal, mais rápido você estará aberto e preparado para encontrar a pessoa companheira de jornada evolutiva, construindo e mantendo um relacionamento feliz e evolutivo.
Como trabalhar esse pilar?
Pratique meditação, leia livros de desenvolvimento pessoal ou autoajuda, faça Yoga, Tantra, algum tipo de terapia, coaching, arte e outras atividades que te desenvolvam interiormente.
 
2. Confiança: Base do amor
A confiança é o básico necessário em qualquer tipo de relacionamento, seja profissional, de amizade e no amor. 
Se não temos confiança em alguém, o relacionamento nem inicia, e se ela não for mantida, a relação não prosperará.
Investir em uma relação sem a base da confiança é desperdício de tempo e energia, pois não é possível se entregar para alguém quando seu lado emocional e instintivo pensa que a pessoa pode a qualquer momento te prejudicar.
O importante é que a confiança esteja presente e seja um pilar de estabilidade da relação, fazendo com que os parceiros se apoiem e vejam no outro um amigo, um aliado, e não um inimigo que a qualquer momento pode te apunhalar pelas costas.
Se a confiança foi perdida, é preciso encontrar o perdão mútuo e reconstruir essa base para que a relação seja sustentável.
Como trabalhar esse pilar?
Descubra quais são as atitudes e coisas que o você e seu parceiro valorizam e observam para sentir confiança na relação e no outro, a partir dessas informações, busque criar hábitos e mudar atitudes para alimentar e manter a confiança do seu parceiro em você e você nele.
Uma atitude que pode ajudar muito a fortalecer a confiança é dar um abraço no seu amor, de corpo completo, pela manhã, o mais cedo possível, por pelo menos 20s, pelo menos 1x ao dia. 
 
3. Admiração e Gratidão: Alimento e Sustentação
A admiração e gratidão são os fatores que os casais mais bem-sucedidos possuem em comum. 
Quando não há admiração, a tendência é não aceitar a individualidade do outro e as críticas rotineiras corroem o amor como ácido, pois a gratidão é praticamente inexistente.
Procure sempre enxergar o ser divino que seu companheiro é, enxergue e incentive o potencial que ele tem de evoluir e melhorar como ser humano, seja um motivador que busca invocar sempre a melhor versão do seu parceiro.
A aceitação e o amor incondicional criam o espaço que o amor precisa para expandir, assim o casal cresce e evoluí junto.
Sinta-se honrado por compartilhar a vida com seu parceiro, pois de uma infinidade de opções ele escolheu compartilhar a vida com você, sempre valorize isso.
Além da admiração, a gratidão é o tempero que deixa nossa vida e o amor mais gostoso e gratificante.
Existem pessoas que são insatisfeitas crônicas, não importa o que elas conquistem na vida ou quão boa a pessoa que estão se relacionando seja pra elas, elas sempre vão focar nos defeitos, no que falta, sempre procurando coisas ruins, defeitos e problemas para justificar sua insatisfação interior.
A única maneira de fugir desse padrão mental e emocional, de sempre querer mais e de nunca estar satisfeito, é desenvolvendo o hábito da gratidão pelo momento presente.
Sem admiração e gratidão, o fluxo do amor é interrompido, a negatividade e insatisfação tomam conta, criando uma barreira emocional intransponível que em pouco tempo pode afastar o casal e acabar com o amor.

Como trabalhar esse pilar?
Desenvolva o hábito de agradecer pelas pequenas coisas boas da sua vida, principalmente ao acordar e antes de dormir, busque elogiar e agradecer também seu parceiro pelas pequenas coisas, mantenha em mente o que você mais admira no seu parceiro e as coisas pelas quais você é mais grato que ele causou na sua vida.
4. Reciprocidade e Cumplicidade: Equilíbrio
Reciprocidade é equilíbrio entre dar e receber. 
 
Observe que a maior parte dos casais que não funcionam geralmente existe um grande desiquilíbrio na relação, um doa sempre mais e recebe muito pouco, enquanto o outro recebe muito, e as vezes  exige ainda mais.
Quando perceber que esse equilíbrio não está acontecendo na sua relação, é o momento de ter uma conversa sincera com o parceiro e abrir como está se sentindo, buscando criar acordos e mudanças na funcionamento da relação.

Esse equilíbrio deve ser dinâmico e único de cada casal, não precisa ser exatamente igual, pois existem pessoas que gostam de doar mais e outras menos, então os ajustes só precisam ser feitos para que os dois se sintam satisfeitos, amados e retribuídos em suas ações de acordo com suas necessidades.

Como trabalhar esse pilar?
Pegue um papel e crie uma tabela simples anotando as coisas e pontos onde cada um costuma se doar mais para o parceiro, e os pontos onde vocês cheguem ao consenso que a doação é recíproca e praticamente igual. Faça essa tabela junto com seu parceiro até chegar num consenso dos itens.
Essa relação entre dar e receber acontece em todos os aspectos da relação, seja sexual, carinho, cuidados, tarefas domésticas, presentes, atenção, escolher os passeios, decisões importantes na relação, etc.
O casal deve buscar seu próprio equilíbrio dinâmico, e ver onde cada um pode se doar mais ao outro, um parceiro pode se doar mais nas tarefas domésticas e cozinhar enquanto o outro se doa mais em cuidar do parceiro, por exemplo.
5. Propósito: Expansão do Amor

“Aos homens não basta saber que existem, mas para quê existem“ – Viktor Frankl

Encontre um propósito maior que envolva os talentos e criatividade do casal. 
Realizar uma missão de vida que combine com os valores e a identidade dos integrantes do casal é o segredo dos casais mais felizes e unidos.
Isso vale para qualquer tipo de missão, o importante é ter um propósito, algo maior que a relação onde casal se engaje em ações para contribuir com a humanidade, utilizando seus talentos e criatividade, assim construindo um sentido mais profundo para suas vidas e uma aliança inabalável mais forte até do que filhos.

Não estou exagerando ao dizer que uma missão de vida realizada em conjunto pelo casal é um laço até mais forte do que filhos, pois hoje em dia, é comum termos pais e mães solteiras e famílias formadas com filhos de várias relações.

Quando o casal tem um propósito, o amor do casal transborda para alguma causa social, ambiental ou espiritual, isso tira o foco egóico nos pequenos problemas do dia-a-dia, e faz com que os casais sejam mais resilientes e não desistam da relação por qualquer motivo, pois o propósito do casal é uma base sólida que não se abala pelos conflitos e crises de crescimento do processo do amor evolutivo.
Como trabalhar esse pilar?

O primeiro passo é cada um encontrar sua missão de vida pessoal, seu chamado de ação de impacto positivo no mundo, depois, busque os pontos em comum das missões de cada um e unam em uma missão maior, que pode ser a combinação das missões individual, ou algo novo e maior que utilize os talentos de cada um,. Se não conseguirem encontrar uma missão de vida do casal, o mais importante é que cada um apoie a missão do outro com o que puder contribuir.

OK, Ozyrys, e o que eu faço com essa informação?
 
Para cada pilar, pergunte a si mesmo e aceite a primeira resposta que vier à sua mente:  De 0 a 10, quão forte é esse pilar na minha vida e relacionamento?
Agora você só precisa utilizar as dicas de cada pilar para fortalecer cada pilar, focando no que está mais fraco primeiro, depois vá para o segundo, etc..
Espero que você tenha gostado desse conteúdo e que ele transforme sua vida,
Deixe um comentário no final dessa página dizendo o que você achou!
Até a próxima!
Silvano Ozyrys
P.S: Conteúdo integrante do Livro Amor Evolutivo – Expansão da Consciência do Amor na Nova Era que será lançado no 2º semestre de 2017.
Comentários:
Silvano Ozyrys

Autor Silvano Ozyrys

Coach, Psicoterapeuta Corporal e estudante de Psicologia, preparando o lançamento do seu primeiro livro “Amor Evolutivo – Expansão da Consciência do Amor na Nova Era” em 2017. Silvano Ozyrys é um entusiasta pelo desenvolvimento pessoal e evolução espiritual humana, tem formação em diversas técnicas de autoconhecimento e desenvolvimento pessoal, buscando sempre abordagens integrais e holísticas.

Mais posts de Silvano Ozyrys